A música e sua importância


Olá!


Este é o texto do terceiro e-mail que foi enviado para quem faz parte de nossa lista VIP e quer saber mais sobre o curso Música para Psicólogos.


Chegou aqui por acaso?


Entre também em nosso grupo silenciado do WhatsApp e fique sabendo em primeira mão das novidades.


Gostou de nossos e-mails anteriores? Muita informação boa, não é? Se você não os recebeu, pode lê-los nesta página e nesta página.


* * *

Tudo bem? Nossa sementinha da arte está chegando em um novo estágio: a Germinação. A germinação é o processo no qual a semente desperta da dormência e começa a brotar. E prepare-se: na segunda-feira, dia 10 de maio, começaremos a enviar temas de interesse no nosso grupo silenciado do WhatsApp. Se você ainda não entrou no grupo, entre agora, pois enviaremos por lá links, material de apoio e informações importantes.

* * *

Hoje vamos falar um pouco mais da música e sua importância, para que possamos entender que ela vai muito além de “uma coisinha bonitinha que alguém aí fez”... Entendemos a música como uma forma de expressão, de comunicação, que tem como objetivo estimular um ou mais espectadores, apresentando um novo mundo a quem a ouve. O homem cria beleza ao se esforçar por dar expressão ao mundo material ou imaterial que o inspira. A música é um reflexo do ser humano e muitas vezes representa a sua condição social e essência de ser pensante. Uma obra musical é o resultado das reflexões de um artista apresentadas por meio de uma linguagem específica (neste caso a linguagem sonora) e pode despertar no observador reações diversas - não necessariamente agradáveis, o que não diminui o valor da obra. Quando tocado pela obra, o observador tem uma experiência estética, um tipo de prazer que pode conduzir inclusive a algum tipo de reflexão. A música é a ilusão que nos permite conhecer a verdade. E acrescentamos aqui: a verdade sobre o mundo e a verdade sobre si próprio. Ela favorece a exploração, expressão e integração de aspectos dos quais não somos conscientes. Parte desse movimento pode sofrer interferências do repertório pessoal do observador: a moral do ambiente que vive, seus valores pessoais, suas experiências de vida, seu conhecimento a respeito de arte, etc. Ou seja, podemos dizer com bastante segurança que a música está localizada no pensamento! As diferentes interpretações a respeito de uma obra musical vêm de nossas diferentes formas de enxergar um mesmo fenômeno, o que não é muito diferente da nossa vida. Vou explicar melhor: temos a impressão de que o que enxergamos é de fato a realidade pura e inalterada, “o que todo mundo viu”, “o certo”. Maaaaas... titio Freud e muitos filósofos descobriram há bastante tempo que interpretamos o cotidiano segundo nosso mundo interno. Por vezes o desejo que está dentro de nós faz a gente ver a realidade com outras lentes. E por que estamos falando disso? Porque música envolve imaginação! O olhar único de cada pessoa proporciona a diversidade necessária para que possamos contar com a enorme quantidade de manifestações artísticas. Aliás, alguém aí tem exemplo(s) de como a música foi marcante em sua vida? Gostaríamos muito de saber! A música também envolve ousadia, dá prazer, desperta emoções e sentimentos. E que importância ela tem para nos ajudar a reconhecer e lidar com as próprias emoções e sentimentos! Ela é uma das poucas atividades do ser humano que ativa ao mesmo tempo os dois hemisférios cerebrais, trabalhando simultaneamente a emoção e a racionalidade. Em nossas experiências pudemos perceber que a música apresenta um grande potencial para o desenvolvimento humano, melhorando a qualidade de suas relações interpessoais. Vamos dar um exemplo para ver se ajudamos vocês a visualizarem isso na prática. Imaginem um garoto tímido de 15 anos. Vamos chamá-lo de Leo. Os pais do Leo são pessoas também reservadas, não são de falar muito, o que não favorece a expressividade do filho, que passa o dia todo em casa no computador. Acontece que Leo gosta muito de música e assistindo vídeos no Youtube pediu que seus pais lhe comprassem um violão e resolveu se aventurar nos tutoriais da vida para aprender a tocar! Seu vizinho e colega de sala, Carlos, que ouvia sempre os acordes tortos e melodias desafinadas do amigo, foi percebendo que agora Leo já estava tocando melhor e ainda por cima tinha uma voz linda, algo que ninguém havia reparado muito porque Leo quase não falava. E Carlos incentivou Leo a ensaiar numa praça ali perto da casa deles ao invés de ficar só entocado no quarto. Sem que os dois percebessem cada semana mais pessoas passaram a frequentar essa praça para ouvir Leo cantar e tocar. Mas o lugar estava meio descuidado e não dava para ficar no meio de tanta sujeira, por isso os frequentadores foram até a associação de moradores do bairro pedir um apoio e a pracinha ganhou uma revitalização! Aliás quem ganhou uma revitalização também foi a autoestima do Leo, que agora estava cheio de amigos. E até aquela mocinha que o Leo sempre olhava de longe foi conversar com ele dia desses! Afinal aquele garoto com um violão na mão certamente chama atenção, não é mesmo?! Sim, a música pode ajudar pessoas tímidas a se desinibirem e socializarem, além de causar uma transformação político-social! É uma ferramenta para trabalhar as emoções não só daquele que a contempla como também - e talvez principalmente - daquele que a coloca em prática. E para transmitir algo por meio da arte o artista deve antes sentir a arte fluir em suas veias, antes de fazer arte deve ser arte! Desta forma ele naturalmente irá expressar aos outros o que ele próprio é, sem precisar dizer nem tentar convencer usando argumentos.

* * *

Gostaríamos de agradecer a quem vem acompanhando estas reflexões. Esperamos de coração que elas possam ser úteis para que você ouça a vida com novos ouvidos e que essa audição renovada lhe traga mais alegria, saúde emocional e qualidade de vida.

Até segunda!

“A arte diz o indizível; exprime o inexprimível; traduz o intraduzível” (Leonardo Da Vinci)


Marcel Marigo e Flávio Fonseca

Música para Psicólogos

musicaparapsicologos@gmail.com

8 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo